a luta continua: Dilma Presidente

Nunca antes na história deste país…

19 milhões e meio de crianças das escolas públicas brasileiras participaram de uma Olímpiada de Matemática. Ou como o governo de Lula e Dilma fez a maior ação de toda a nossa história para apoiar o ensino secundário de Matemática: a história da OBMEP.

Por Suely Druck (UFF)

Em junho de 2004 o Presidente Lula aprovou a realização do Projeto Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). A serena convicção do Presidente no projeto era uma surpresa instigante — afinal: matemática na terra do futebol? Poderia ser um desastre! Ele não tinha receio? E ainda: em vários discursos
afirmou que aprovara a OBMEP contra a vontade de muitos de seus colaboradores que temiam a falta de interesse dos alunos da rede pública. Passados 6 anos, a OBMEP é um sucesso: em sua 1a edição em 2005 contou com
10,5 milhões de alunos inscritos de 31 mil escolas e 93,5% dos municípos e evolui em 2010 para 19,2 milhões de alunos de 43,9 mil escolas e 99,1% dos municípos.

O mais importante: por causa da OBMEP os estudantes afirmam que começaram a sonhar com carreiras universitárias, agora acham que pode virar realidade. Enfim: é permitido sonhar e reinventar o futuro! De real: muitos alunos talentosíssimos da rede pública descobertos pela OBMEP ingressando nas universidades públicas, principalmente nas engenharias – serão partícipes do esforço de desenvolvimeno nacional. Bom para eles e melhor ainda para o Brasil.

Afinal, porque o Presidente Lula aprovou o projeto com tanta convicção? Não resistiu ao desafio de levar a disciplina “ mais temida’ , tida como acessível somente a uma pequena elite, aos alunos da rede pública? A vontade de abrir as portas das carreiras científicas e tecnológicas à rede pública foi maior que qualquer receio de um desastre? A responsabilidade com o futuro desses jovens falou mais alto? Quem sabe um dia ele nos conte suas razões!

O certo é que tudo deu certo graças ao apoio do Presidente Lula à OBMEP, e todo ano, feliz da vida ele comparece à Cerimônia de Premiação para beijar e parabenizar os medalhistas.

o Presidente Lula (feliz da vida!) com os Medalhistas na Cerimônia da OBMEP- 2009 ocorrida em abril de 2010 na Escola Naval no Rio de janeiro.

—-

Ao presidente Lula que compreendeu a urgência de reinventarmos nossos futuros

Por Suely Druck (UFF)

Em um país onde a área de Ciência e Tecnologia ainda tem muito a avançar, fazer uma Olimpíada de Matemática destinada somente a alunos da Rede Pública  foi um desafio. Um desafio que o Governo Lula decidiu enfrentar.
Permitir que os alunos da Rede Pública de todo o país tivessem acesso aos mesmos desafios que os estudantes da rede particular foi a  meta principal. A inclusão social  passa também pela área do conhecimento. E é a partir de competições como essa que se faz possível a identificação de talentos na rede pública  que talvez nunca tivessem sido descobertos sem uma oportunidade ao seu alcance, como representa a OBMEP.
A OBMEP foi criada pelo Presidente Lula para identificar, orientar e abrir portas aos jovens da rede pública. O Programa de Iniciação Científica da OBMEP com bolsa do CNPq para alunos da rede pública do ensino fundamental e médio   já atendeu cerca de 10 mil alunos  que descobriram que novos e fascinantes caminhos profissionais podem ser trilhados  por todos os jovens brasileiros. Por causa desse Programa  aproximadamente 800 alunos oriundos da rede pública escolar já estudam hoje em escolas técnicas ou universidade públicas com bolsa de Iniciação Científica (CNPq) e de Mestrado(CAPES).
Depois da OBMEP, o Presidente Lula criou a Olimpíada de Língua Portuguesa “Escrevendo o Futuro”. Tudo isso para o bem de nossos jovens e do nosso país. No mais, voltando aos começos do Grande Sertão Veredas: “passarinho que se debruça – o vôo já está pronto”…

Na cerimônia de Premiação da OBMEP em 2010 o Presidente Lula, o Ministro de Educação Fernando Haddad, o grande matemático brasileiro Jacob Palis, Prêmio Bolzan 2010, e Suely Druck, diretora da OBMEP.

Na cerimônia de Premiação da OBMEP em 2010, o Presidente Lula recebe de Suely Druck – Diretora da OBMEP e professora da UFF um troféu em nome dos milhões de alunos da rede pública que foram beneficiados pela OBMEP. No troféu esta gravado:
Ao presidente Lula
Que compreendeu a urgência de reinventarmos nossos futuros. Estudar com alegria e esperança para transformar sonhos em realidade. Essa é a homenagem que lhe prestamos.
Os alunos da OBMEP 2005-2006-2007-2008-2009-20010
“A vida só é possível se reinventada.” Clarice Lispector
Anúncios
  1. Gramsci sempre acreditou que pelo processo educativo era possível ampliar as perspectivas de participaçao politica e construir uma sociedade civil crítica. Por isso atentou para os processos de organizaçao da cultura e sua acessibilidade às camadas populares. Lula, talvez sem ler os classicos, realizou a universalizaçao de “determinadas praticas culturais” no Brasil, antes reservada às elites. Vote Dilma.

  2. entusiasmante. espero que todos tomem a medida do que isso significa. alias basta dar uma olhada de soslaio para ver o que anda acontecendo aqui na frança com o ensino publico, com os jovens de classes populares, cujo destino esta sendo fechado mais e mais, desesperadamente, por uma politica governamental cheia de desprezo e ignorancia. entao por favor, voces sortudos do Brasil, nao joguem no lixo essa oportunidade de continuar pra frente, nao façam um voto destruidor e cego, como foi feito aqui na França. Saudaçoes, agora sao voces que têm que segurar firme a coragem de ir pra frente.

  3. […] Ao presidente Lula que compreendeu a urgência de reinventarmos nossos futuros, por Suely Druck […]

  4. Um breve relato …

    Nas minhas aulas de Cálculo na Poli/USP neste semestre há um aluno que, muitas vezes, assiste aula usando uma camiseta da OBMEP. Num final de aula pude perguntar se ele havia participado da Olimpíada e ele me contou que sim, que havia participado de uma prova inicial na Escola Pública em que estudava e fora chamado para o Programa de Treinamento.
    “Professor, descobri um mundo de estudo e conhecimento que eu nem imaginava que existisse. Se não fosse a OBMEP eu não estaria aqui”.
    Hoje ele é aluno da Poli e bolsista de Iniciação Científica no Instituto de Matemática da USP.

  5. Ainda no tema educação, vale lembrar o destino triste que os governos do PSDB reservaram ao ensino secundário profissionalizante, pelo sucateamento e esvaziamento pedagógico das “escolas técnicas” – que agora aparecem no discurso de seu candidato como bandeira, de forma irresponsável e eleitoreira.

    Há um excelente artigo sobre o assunto no portal do PT: “Analistas atribuem paralisação do ensino técnico no país a ministro de FHC”, http://www.pt.org.br/portalpt/noticias/nacional-2/analistas-atribuem-paralisacao-do-ensino-tecnico-no-pais-a-ministro-de-fhc-27451.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: